Alta do dólar faz aumentar venda de pacotes para a América do Sul

A volatilidade do câmbio tem exercido forte influência na escolha do próximo destino dos brasileiros. Se Miami e Orlando, nos Estados Unidos, continuam sendo os favoritos, a alta da moeda norte americana em comparação ao real tem feito de nossos vizinhos da América do Sul cada vez mais “bienvenidos” no sonho de viagem dos brasileiros. De janeiro a maio deste ano, a procura por pacotes no continente registrou alta de 30% a 40% no Grupo Monções.


“Com a alta do dólar, as pessoas buscam novas alternativas de viagens. Elas não vão deixar de viajar, mas irão se adaptar a uma realidade diferente. A América do Sul possui destinos incríveis e reserva experiências inesquecíveis aos turistas”, revelou Telma Mendes, supervisora da Moções Turismo.


Dentre os principais destaques em explorar a América do Sul estão a diversidade de paisagens e culturas. Assim como ocorre no Brasil, as capitais – como Buenos Aires, Montevidéu, Santiago, Bogotá e Lima – por exemplo, são grandes centros comerciais, com opções de lazer para todos os gostos e bolsos. Mas é no interior, no litoral e nas montanhas que estão os maiores tesouros.


Na Colômbia, é possível gozar das águas claras de tom azulado da região caribenha em Cartagena de Indias e San Andrés. Na Bolívia, destaque para o Lago Titicaca e o Salar de Uyuni, a maior planície de sal do mundo. Do outro lado do lago, está o Peru. Berço do Império Inca e dono de paisagens ímpares como o cânion de Colca, a mítica Cusco e a sui generis Macchu Picchu, uma fortaleza de pedra no alto dos Andes. O badalado balneário de Punta Del Este é um dos mais belos cartões de visita do Uruguai e do mundo.


No Chile tem até deserto, no envolvente Atacama, com suas lagunas e gêiseres. Pelos Lagos Andinos, da conhecida Puerto Varas, é possível chegar até a Argentina. Em ambos os países, além dos tradicionais programas de verão em parques e museus, é no inverno que a neve enfeita as charmosas Bariloche, Portillo e Valle Nevado.


Em cada um desses países, experiências gastronômicas e culturais enriquecem as experiências, sempre regadas por um bom vinho ou um refrescante pisco sour.


“Bariloche, Valle Nevado e Macchu Picchu foram os destinos que mais apresentaram crescimento. Os casais, muitas vezes, optam pelas românticas Montevidéu e Santiago, que tem muitas opções gastronômicas”, contou Telma Mendes.


Outro ponto positivo que atrai os apaixonados por viagens são as menores distâncias quando comparadas aos Estados Unidos. Muitas pessoas optam por Chile, Argentina e Uruguai para curtir um feriado prolongado ou até um final de semana com os amigos.


Os pacotes da Monções Turismo para a América do Sul saem a partir de U$ 350,00.