Chef Bel Coelho visita Sorocaba

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Na segunda-feira 25, a renomada chef Bel Coelho, que comanda o restaurante paulistano Clandestino, esteve em Sorocaba. Ela foi recepcionada pelo seu colega Osmânio Rezende, sócio do La Doc.

Nascida na capital paulista, Coelho pertence a uma família de diplomatas, de ascendência portuguesa. Em 18 anos de carreira, colecionou feitos ao com grandes mestres da gastronomia em casas de sucesso.

Seus primeiros passos com o dolmã foram como estagiária de Laurent Suadeau e no restaurante Fasano. De lá, partiu para Nova York e aperfeiçoou seus conhecimentos no Culinary Insitute of America (CIA) e Payard. Ao retornar, atuou com Alex Atalla, no D.O.M, e abriu seu primeiro negócio, o buffet “Ao seu Bel Prazer”.

Coelho ganhou ainda mais notoriedade em 2003, no Madelleine. No ano seguinte, já a frente da cozinha do Sabuji, foi agraciada com o prêmio de Chef Revelação da Veja SP no guia Comer e Beber. Disposta a buscar novas experiências, viveu dois anos na Europa. No velho continente, trabalhou no espanhol El Celler Can Roca, reconhecido como o 2º melhor restaurante do mundo pela revista inglesa The Restaurant e dono de três estrelas no Guia Michelin.

De volta ao Brasil, comandou a cozinha do Buddha Bar até partir para o Dui, seu primeiro restaurante. Apostando em receitas despretensiosas, revelou seu amor pela gastronomia brasileira.

Em 2011, lançou o clandestino, espaço para menus degustação exclusivos. Na casa, Coelho foi indicada a chef do ano pela revista Veja SP em duas oportunidades. Seu risoto de paio, couve e favas verdes foi eleito o Melhor Prato com Arroz pelo prêmio Paladar, em 2011, e o Clandestino foi indicado como melhor restaurante contemporâneo, também pela Veja SP, em 2012. O menu foi, ainda, destaque no congresso Semana Mesa SP, importante evento do setor.

Talvez você goste destas notícias: