Hortolândia tem mais ambulâncias do Samu em operação

Pouco mais de dois meses após assumir, em Hortolândia, a administração do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e do Hospital Municipal Mário Covas, a Associação Paulista de Gestão Pública (APGP) já colocou em atividade outras quatro ambulâncias do Samu local. Com isto, passa para sete o número de viaturas em operação, incluindo as de atendimento básico e a UTI móvel.

Quando começou a gerenciar o Samu, a APGP encontrou apenas três ambulâncias em condições adequadas de uso. É pouco, considerando que, em média, são recebidas mensalmente 150 ligações solicitando esse serviço. Deste total, infelizmente, 20% são trotes, passíveis de punições judiciais.

A política da APGP é investir na manutenção – tanto corretiva quanto preventiva – dos bens móveis e imóveis que equipam e atendem às unidades por ela administradas em diversas cidades paulistas e de outros estados. Em Hortolândia, o resultado concreto disso foi a volta de todas as ambulâncias do Samu às ruas.