Hospital da Unimed Sorocaba participa de estudo mundial para tratamento inédito da Covid-19

Pacientes que se manifestarem como voluntários e estejam internados em cerca de 40 hospitais de referência em diversos países, participarão de um estudo de pesquisa clínica que avaliará cinco medicamentos para o tratamento da Covid-19. O Hospital da Unimed Sorocaba foi um dos escolhidos, ao lado de outros do Brasil, como o Albert Einstein e Oswaldo Cruz, entre outros.
Desses cinco fármacos, o Ruxolitinib, Acalabrutinib e Lenzilumab (Humanigen) já existem no mercado e são utilizados para o tratamento de outras doenças. Os outros dois, chamados de ANG-3777 (Angion) e BLD-2660 (Blade), ainda não são comercializados.
O Ruxolitinb, ANG-3777 e BLD-2660 serão aplicados nos pacientes que estiverem internados fora da UTI com o objetivo de evitar a evolução da Covid-19 e eventual intubação. Paralelamente, também será mensurado se aqueles que forem para a UTI, terão seus períodos de internação diminuídos.
Por outro lado, os testes com o Acalabrutinib e Lenzilumab serão nos pacientes em estado mais grave da doença, já intubados e internados em UTI. Esses medicamentos já foram testados em pequenos grupos e apresentaram resultados animadores. Porém, antes de serem aprovados, deverão ser testados em grupos maiores, que é o que acontecerá agora, com a participação de hospitais nos Estados Unidos, Canadá, Japão, Brasil, entre outros.
Integram o estudo, voluntários com mais de 18 anos de idade, internados e com teste positivo para o novo coronavírus. Os resultados do estudo, que deverá ocorrer até setembro, serão publicados em artigos científicos que ficarão disponíveis para pesquisadores no mundo todo.